Os Cuidados Paliativos

 

No dia 13 de fevereiro de 2007 decorreu na Casa Diocesana de Vilar a sessão de entrega de diplomas do Curso de Pastoral da Saúde I e de abertura do novo Curso de Pastoral da Saúde 2007-2008. Com mais de uma centena de pessoas, esta sessão aberta foi participada pelos alunos de ambos os cursos e por outras pessoas ligadas à pastoral da saúde, nomeadamente alguns alunos duma pós-graduação nesta área a decorrer na Universidade Católica Portuguesa. Presidida pelo professor José Carlos Bermejo, religioso camiliano, diretor do Centro de Humanización de la Salud de Madrid e do 1º Curso de Pastoral da Saúde nesta data concluído, contou também com a Dr.ª Maria do Rosário Rodrigues, diretora do Secretariado Diocesano da Pastoral da Saúde, o P. José Nuno, seu assistente espiritual e coordenador do Curso de Pastoral da Saúde, a médica Sílvia Pires, também da coordenação, a enfermeira Isabel Ribeiro, responsável pelo sector de formação do Secretariado e o P. Adélio Abreu, diretor do Centro de Cultura Católica do Porto.

O 1º Curso de Pastoral da Saúde iniciou-se no ano letivo de 2004/2005 numa iniciativa conjunta do Secretariado Diocesano da Pastoral da Saúde e do Centro de Cultura Católica com o suporte científico do Centro de Humanización de la Salud, dos religiosos camilianos de Madrid. Desenvolveu-se ao longo de dois anos em módulos mensais lecionados no Centro de Cultura Católica às terças-feiras à noite e nalguns sábados. Seguiu-se desde Setembro um período de avaliação mediante a elaboração de projetos pastorais, que complementou a avaliação realizada no decurso dos módulos. Concluíram o curso 47 alunos, 32 dos quais com aproveitamento e os restantes em regime de frequência. A todos foi entregue no início da sessão o respetivo diploma.

Abriu-se também o novo Curso de Pastoral da Saúde, mais breve e com duas valências: visitadores paroquiais de doentes e cooperadores voluntários de capelania hospitalar. Numa parceria entre o Secretariado Pastoral da Saúde e o Centro de Cultura Católica, o curso inicia-se com 47 inscrições e vai ser lecionado até Junho deste ano, seguindo-se um período de estágio até Fevereiro de 2008 no lugar de inserção pastoral dos participantes.

A sessão serviu também para assinalar o dia mundial do doente ocorrido no domingo 11 de Fevereiro. O papa Bento XVI voltou este ano a sua mensagem para os doentes incuráveis e terminais, ressaltando o seu direito aos cuidados paliativos para uma vivência digna das enfermidades incuráveis e da morte, e apelando à necessária criação «de mais centros de cura paliativa, que ofereçam cuidados integrais, proporcionando assim aos enfermos a assistência humana e o acompanhamento espiritual de que precisam». Neste contexto, a sessão contou com uma comunicação do professor José Carlos Bermejo precisamente sobre os cuidados paliativos. Num estilo vivo e interpelante, conjugando a competência científica com a experiência na Unidade de Cuidados Paliativos São Camilo em Madrid, o professor Bermejo sublinhou a dignidade inalienável da pessoa humana também na situação de doença terminal e no ato de morrer e a necessária promoção dos cuidados paliativos como garantia dessa dignidade, prevenindo e esvaziando qualquer pedido de eutanásia. A partir da sua experiência naquela Unidade de Cuidados Paliativos, reiterou que os doentes terminais, devidamente acompanhados e assistidos, não pedem habitualmente ajuda para anteciparem a morte.

A sessão, muito participada nas intervenções que se seguiram à comunicação, evidenciou a grande sensibilidade dos presentes para a problemática da pastoral da saúde. O curso terminado e aquele que agora se inicia contribuirão certamente para uma resposta cada vez mais competente no acompanhamento espiritual aos doentes na diocese do Porto.

Pastoral da Saúde - entrega de diplomas do curso I

- abertura do Curso II - 13 de Fevereiro de 2007