«De Maria, receber a sabedoria de escutar, acompanhar e cuidar»: Retiro de silêncio para o povo de Deus

Escultura: “Beijo calado” de Karim Somers

No âmbito do Itinerário de Formação «Escutar a morte, acompanhar no morrer, cuidar no luto», promovido pelo Centro de Cultura Católica (CCC), realiza-se a 18 de maio, um dia retiro de silêncio aberto a todos os que queiram participar, quer estejam a percorrer o itinerário formativo ou não. Decorrerá entre as 9h30 e as 17h30, na Casa das Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, Quinta da azenha, em São Cosme, Gondomar. É o segundo de uma série de três que acompanham o desenrolar do percurso.

Ao definir como lema «Vamos com alegria: Juntos por um caminho novo», o Plano Pastoral da Diocese do Porto para este ano de 2024 compromete as estruturas diocesanas a não deixar ninguém para trás. Há que ir ao encontro daqueles para quem a alegria, tal como a experiência eclesial de sermos juntos, é mais difícil: aqueles que se abeiram da morte, ou acompanham quem se encontra a morrer, ou vivem o luto por quem perderam.

Com este retiro, o CCC pretende participar na realização do objetivo pastoral «Promover uma cultura do cuidado», alargando ao maior número de pessoas possível o aprofundamento da consciência do significado desta cultura. Maria é um sinal e uma mestra neste caminho. Para a Mãe de Jesus, o mês de maio chama o olhar contemplativo dos discípulos de seu Filho. Este segundo retiro do Povo de Deus propõe-se a todos como convite a oferecer a esta contemplação o silêncio do coração, para dela receber a sabedoria da escuta, do acompanhamento e do cuidado.

As inscrições deverão ser feitas na secretaria do CCC ou através da sua página web, preenchendo o seguinte formulário, até 13 de maio. É também possível preencher o seguinte boletim de inscrição e enviá-lo por mail para ccc@diocese-porto.pt. Cada pessoa pode inscrever-se só neste retiro ou também no último, a 22 de junho. A inscrição tem o valor de 5 Euros por retiro. Quem se inscreveu no referido itinerário de formação «Escutar a morte, acompanhar no morrer, cuidar no luto» já teve oportunidade de se inscrever nos retiros de frequência facultativa, estando o custo destes integrado no valor de inscrição do itinerário.

A dinâmica do dia apostará na busca efetiva da solidão e do silêncio, pelo que mesmo os alimentos deverão ser levados por cada participante para si mesmo, não havendo refeição em conjunto. Os participantes só se juntarão para a Missa, as sessões de proposta das meditações e o encontro final. O acolhimento inicia pelas 9h30; depois de um momento de oração inicial, às 10h será proposta a primeira meditação: acompanhará Maria de Caná ao Calvário, o caminho da sabedoria do cuidado; seguir-se-á silêncio até às 12h30, hora que se celebrará a Eucaristia. Às 14h30 será a segunda meditação: a contemplação do Imaculado Coração de Maria como em Fátima ela o mostrou, um coração-lugar de escuta, acompanhamento e cuidado; às 17h, um encontro final de avaliação e partilha concluirá o retiro.

Quem desejar participar no retiro e não o puder fazer presencialmente, poderá inscrever-se e seguir as duas propostas de meditação e o encontro final em sala virtual.

Para além de um caderno para tirar notas, só será precisa a Bíblia. O orientador, P. José Nuno, estará disponível para diálogo pessoal durante os tempos de silêncio.

O último retiro, a 22 de junho, como os anteriores aberto a todos, será particularmente orientado para quem sofre situações de perda, já consumadas ou não, e luto dolorosas.

Poderá gostar...